Book Review: A Rapariga do Outro Lado do Espelho

img_20170129_163331Visto que a última review que fiz foi sobre a “Alice no País das Maravilhas”, acho que faz todo o sentido fazer review já deste, visto que o escolhi precisamente por causa do livro anterior.

Como eu mencionei aqui, eu não gosto da história da Alice, sinto que não é algo para mim. No entanto, eu gosto imenso da ideia de existir uma Wonderland e adoro a personagem principal! E foi precisamente isto que me levou a querer ler mais livros que fossem inspirados na obra de Lewis Carroll.

SINOPSE:
A Alice por pouco não ia à festa de pijama. Por que razão haveria a Savvy, a rainha da escola, de convidar para a festa uma rapariga como ela? Agora a Alice está deitada, inconsciente, numa cama de hospital. Perdida numa terra de sonhos e memórias esbatidas, está rodeada por vozes…do médico, das amigas preocupadas e do Luke, cujo beijo a apanhou desprevenida na noite da queda… Quando o acidente aconteceu, o mundo da Alice desapareceu. Será que algum dia encontrará o caminho de volta?

Peço desculpa pelos spoilers…
A história desta Alice, como viram pela sinopse, passa-se nos dias de hoje. Esta rapariga era o que pudemos considerar uma adolescente normal, é boa aluna, tem vários amigos e teatro. No Verão do seu 7º para o 8º ano, Alice frequentou uma escola de teatro e por consequência as suas duas melhores amigas afastaram-se dela. Na verdade, estas “amigas” afastaram-me porque começaram a ter inveja dela, inveja do seu sucesso. Sinceramente eu vejo isto a acontecer nos dias de hoje, a inveja muitas vezes destrói o que se pensava ser amizade. Com a mudança de escola, Alice acabou de ficar sem amigos e começou a ser vítima de bullying, inclusive pela suas duas antigas melhores amigas. Eventualmente, ela é convidada para uma festa de pijama (conseguem adivinhar qual era o tema? xD), na casa da rapariga mais popular da escolar e apesar de achar que puderá ser mais uma partida, Alice resolve aceitar o convite. A meio da festa há uma grande discussão, Alice tropeça, cai de uma janela e vai parar ao país das maravilhas, ou melhor, ficou inconsciente. Pronto, muito resumidamente, esta é a história do livro.

Eu aproveito já para dizer que apesar deste livro ser considerado literatura juvenil, eu adorei-o e tenciono lê-lo outra vez! Sem dúvida que é dos meus favoritos. Adorei a história, adorei a maneira como a autora contou a história, adorei a capa (muito importante!), adorei as imagens, tudo!

Cathy Cassidy conta a história de trás para a frente, ou seja, quando começamos a ler já Alice está inconsciente, num quarto de hospital, que ela pensa ser o país das maravilhas e progressivamente vamos chegando ao porquê de ela estar inconsciente. A autora arranjou uma maneira bastante interessante de colocar as personagens do país das maravilhas, mais propriamente as que aparecem no livro “Alice do Outro lado do Espelho” na história. Cada pessoa que ia visitar a Alice ao quarto e falava com ela, na cabeça de Alice tornava-se numa personagem do livro, por exemplo a personagem que no fim do livro se torna seu namorado era o Chapeleiro Louco.

O tema principal deste livro é o bullying e é precisamente por isso que eu gosto tanto dele. É uma coisa horrível e que devia ser mais abordada pois parece que os miúdos não aprendem e cada vez há mais casos. Como mencionei na tag 11 coisas, eu também fui vítima de bullying, um bocadinho mais cedo que a Alice pois foi no ensino básico, mas consigo colocar-me no lugar dela no que toca às partidas que lhe pregavam, a diferença é que para além de partidas também fui agredida. Tal como ela ao início, quem me fez bullying foram pessoas que não me conheciam de lado nenhum. E como se já não fosse suficiente, também me consigo pôr no lugar dela no que toca à perda de amigos, no meu caso não foi por sucesso, foi por insucesso mas serviu para ver quem eram os verdadeiros amigos – ninguém. Como estão a ver, até tenho alguns pontos em comum com o que se passa na história.

Eu acho que toda mas toda a gente deveria ler este livro! IMG_20170216_204728.jpgA história é pequenina mas tudo o que é essencial foi escrito. O tema abordado é bastante importante, principalmente nos dias de hoje que vemos cada vez mais miúdos a serem espancados por colegas/amigos e a suicidarem-se. Sem dúvida que a Cathy Cassidy fez um trabalho excelente quando escreveu este livro pois conseguiu juntar elementos de uma história adorada por muitos, com elementos bastante importantes da atualidade.

Ah! Por último mas não menos importante, todas as primeiras páginas de cada capítulo estão ilustradas com imagens inspiradas na obra de Lewis Carroll e todas as páginas têm a “linha” que estão a ver com os símbolos das cartas e os bolinhos em forma de coração.

(para não vos deixar sem a resposta à pergunta feita na sinopse, sim, a Alice encontra o caminho de volta. 🙂 )

No Goodreads dei-lhe 5 estrelas.

“- Stay Sweet!”

Advertisements

13 thoughts on “Book Review: A Rapariga do Outro Lado do Espelho

  1. Marilina Fernandes diz:

    Olá,
    Não conhecia o livro nem a história. A capa do livro é linda, parabéns para a Jacarandá.
    Terei em atenção esta recomendação.
    *-*

    Gostar

  2. Paula Coelho diz:

    Adoro Lewis Carrol foi sempre um dos meus autores de referência desde miúda. Esta versão da Cathy Cassidy é bastante interessante não só por se passar nos nossos dias mas por fazer referência a um tema tão atual. Fiquei super ansiosa para ler este livro. Obrigada pela partilha.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s